Nossos

CONTEÚDOS

#CONTEUDO

Os mercados e  profissionais precisam se adequar e se manter atualizados diante das informações e dos fenômenos ao seu redor, por isso conteúdo é tão importante.

Como fazer e-mail marketing e não spam



Saber como fazer e-mail marketing é essencial para enviar os melhores conteúdos e ofertas para sua audiência. É preciso entender como nutrir o público sem ser invasivo, o contrário do que acontece com quem dispara spam.


Qual a diferença entre spam e e-mail marketing?


Muitas pessoas geralmente associam e-mail marketing com SPAM, mas existe uma grande diferença entre ambos: a permissão de quem recebe o e-mail.


SPAM

No SPAM, as mensagens eletrônicas são enviadas a milhares de usuários sem a permissão destes, o que incomoda, pois ocupa espaço na caixa de entrada com informações que, na maioria dos casos, não são interessantes para a pessoa.


E-mail

Já no e-mail marketing, as mensagens são enviadas com o consentimento do dono da conta, ou seja, o destinatário quer receber seus comunicados, o que significa uma audiência interessada no que você tem a expor.


Obviamente, criar uma grande lista de pessoas interessadas demora mais tempo do que simplesmente usar um software que mande milhares desses correios eletrônicos sem a autorização das pessoas, mas, apesar de ser comum, a técnica de spam é fortemente desencorajada, pois para cada cliente conquistado, existirão milhares que ficarão insatisfeitos e verão sua marca como spam.


Por outro lado, mesmo necessitando de mais esforço, entender como fazer e-mail marketing tem diversas vantagens.


Vantagens do E-mail Marketing


Agora que você já sabe a diferença entre as duas práticas, precisa conhecer as vantagens do e-mail marketing. Na verdade, estes são mais do que bons motivos.

Os benefícios do e-mail marketing são:


  • maior visibilidade: de acordo com uma pesquisa realizada pelo CETIC.br, o principal motivo de acesso à internet no Brasil é para o uso de aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais e acesso ao e-mail. Ou seja, se uma pessoa se conecta à internet é bem provável que ela vá checar e abrir os seus e-mails. Nesse caso, é um ótimo negócio ter sua marca divulgada em um lugar onde certamente o cliente irá olhar;


  • possibilidade de segmentação: quando uma pessoa se cadastra para receber seus e-mails, você pode pedir informações adicionais para mandar conteúdos diversificados por grupos de idade, localidade ou grupos de interesse;


  • convite à interação: com um simples clique em um link na mensagem, as pessoas podem visitar seu site, responder seu e-mail ou solicitar a exclusão da lista;


  • maior agilidade: é possível enviar milhares de e-mails em segundos e também é muito fácil medir o resultado de sua campanha de e-mail marketing. Para isso, utilize links e parâmetros exclusivos nas mensagens, por exemplo;


  • boa relação custo-benefício: o custo para enviar e receber e-mails é quase zero e o retorno de uma campanha séria pode ser muito grande, pois é criada uma relação de credibilidade entre a empresa e o cliente.


Como fazer e-mail marketing em 12 passos simples


Entenda como montar um e-mail marketing em passos simples. Essas dicas vão fazer com que você possa melhorar sua estratégia e aumente as chances de ter uma campanha de sucesso de e-mail marketing.


Veja como fazer para o e-mail não cair no spam:


1. crie a sua própria base de leads: evite disparar as mensagens para pessoas que não te deram autorização para isso. Desta forma, você conseguirá manter a reputação e atingir quem realmente quer ver seu e-mail;


2. faça um planejamento editorial: crie uma lista de temas que possam atrair sua audiência. Seja estratégico para abordar assuntos que não só informam, mas que também cumprem com seu objetivo de vender seus produtos/serviços;


3. apresente algo interessante já de início: inicie os seus conteúdos apresentando as logo de cara o tipo de conteúdo, como artigos, gráficos, livros virtuais, ferramentas, etc. Não fique apenas na promessa, prenda a atenção das pessoas o mais cedo possível e mostre credibilidade;


4. monte suas mensagens: ao invés de fazer uma por uma, deixe seus conteúdos preparados com antecedência. Crie uma sequência que faça sentido e que instigue a audiência a continuar acompanhando. Assim, você terá uma visão sistêmica para acompanhar e planejar os próximos passos.


5. priorize mais textos do que imagens: as imagens no corpo do e-mail podem prejudicar sua entrega. Priorize conteúdos em texto e, quando inserir imagens, certifique-se de que ela foi codificada corretamente na ferramenta que faz o envio;


6. use o termômetro “é relevante? Resolve algum problema do meu público?”: antes de fazer os disparos, pergunte-se se o conteúdo vai sanar dúvidas das pessoas, vai informar algo útil e se está cumprindo com o propósito da sua marca;


7. gere interação: se o seu destinatário abre o e-mail, clica no link e logo encaminha para alguém, isso aumenta a sua reputação e com isso, aumenta a chance de que os seus próximos e-mails cheguem diretamente na caixa de entrada;


8. mantenha a frequência, mas não seja invasivo: você não pode enviar somente um ou dois e-mails, pois depois pode acabar caindo no esquecimento. Também tenha o equilíbrio para não mandar muitos conteúdos para a caixa de entrada das pessoas e saturá-las;


9. envie mensagens não comerciais: não encha a caixa de entrada dos seus assinantes apenas com propagandas. Ofereça informações úteis para que as pessoas gostem de receber os seus e-mails e, quando você enviar alguma propaganda, já terá a simpatia dos leitores;


10. ofereça algo impressionante gratuitamente: esta é uma ótima maneira de atrair as pessoas. Ofereça alguma ferramenta, brindes, artigos ou qualquer coisa que possa ter valor. Você não precisa fazer isso sempre, mas é um gatilho que pode intercalar com suas demais estratégias;


11. programe os envios: com tudo pronto, é só configurar na ferramenta;


12. ofereça a opção de descadastramento: entenda também o lado do cliente que já não tem mais interesse no seu serviço ou quer dar uma pausa nos e-mails por um tempo. Insistir no disparo de e-mails para essas pessoas pode causar um desconforto e gerar uma imagem negativa para a empresa.


Conclusões


Agora você aprendeu como o e-mail marketing deve ser desenvolvido para salvá-lo do estereótipo de que todos são sinônimos de spam.


O marketing por e-mail é uma ótima estratégia para aumentar a fidelidade dos visitantes e as conversões do seu site, aumentando o tráfego e potencializando os resultados de outras ferramentas de marketing.


Para isso, você nunca deve recorrer ao spam e deve sempre oferecer conteúdo, mensagens, promoções e ofertas de qualidade para seus leitores.


Espero que tenham gostado da matéria e, qualquer dúvida ou sugestão, pergunte no nosso Instagram! Até a próxima!


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo