Nossos

CONTEÚDOS

#CONTEUDO

Os mercados e  profissionais precisam se adequar e se manter atualizados diante das informações e dos fenômenos ao seu redor, por isso conteúdo é tão importante.

Como fazer marketing e publicidade para advogados?



Até bem pouco tempo atrás, o marketing e a publicidade para advogados não eram permitidos pelos órgãos reguladores porque eles entendiam que isso era uma maneira de mercantilizar a profissão. Nessa época, advogados e escritórios recorriam principalmente à velha e conhecida propaganda boca a boca, para divulgar seu trabalho.


Para os mais tradicionais e conhecidos, essa fórmula era muito interessante (sendo até hoje). Mas para quem estava iniciando a carreira e tinha poucos clientes, essa técnica não funcionava.

Nos últimos anos, esse conceito de mercantilismo foi perdendo força, principalmente com a chegada da comunicação digital. As pessoas mudaram a maneira de consumir informação e isso provocou também uma mudança na mentalidade dos clientes, que se intensificou durante a pandemia. O que provocou a necessidade de rever a legislação vigente.


A revisão, enfim, veio.


No dia 15 de julho de 2021, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados (CFOAB) anunciou novas regras relacionadas a utilização de publicidade e marketing na divulgação de perfis profissionais de advogados. O provimento 205/2021 propôs mudanças no antigo provimento e, agora, implica uma padronização da utilização, visando, justamente, não transformar o uso em uma forma de captar clientes, mas de apresentar formal e profissionalmente sua atuação na área.

As regras já estão valendo e, para ajudar os advogados a se adaptar às mudanças, colocamos a seguir algumas dicas importantes.


Seja verdadeiro e evite superlativos

Sua propaganda deve ser transparente e verdadeira. Divulgue seu trabalho com seriedade e concisão. Evite divulgar incertezas e oferecer promessas. Termos como “o melhor”, “líder na área tal” e “sucesso garantido”, por exemplo, nunca devem ser utilizados.


Tenha discrição

Sabemos como utilizar experiências de trabalho anteriores é uma ótima forma de atrair e reter a atenção de possíveis clientes. No entanto, com marketing jurídico isso não é indicado, pois pode ser observado como mercantilização. Portanto, evite divulgar outros processos, resultados ou informações referentes a eles.


Mostre profissionalismo

Se utilizar redes sociais para apresentar seu trabalho, opte por criar uma conta profissional e separe esta de sua pessoal. Lembre-se que pode haver conflito de interesses entre os perfis e você pode acabar divulgando opiniões pessoais, sendo associado ao seu trabalho.


Seja objetivo

Evite divulgar ou fomentar sorteios que tenham como objetivo atrair pessoas. Além disso, procure apenas apresentar uma formação se tiver um certificado oficial para provar.  Ambos são técnicas utilizadas para crescer a visualização de um perfil, mas não são bem vistas pela OAB e nem apresentam um fator objetivo às suas ações.


Código de Ética

Por fim, atenha-se ao Código de Ética da profissão. Atualmente, existe um Comitê Regulador que analisa cada caso e determina se o uso é ou não o ideal. No entanto, se a publicidade for pré-determinada por especialistas tudo estará correto.

Você pode encontrar informações mais precisas e ler na íntegra as mudanças do provimento aqui.


E lembre-se, nós da Ego somos especialistas em publicidade, propaganda e marketing e estamos prontos para te auxiliar nessa jornada.

4 visualizações0 comentário